domingo, 31 de agosto de 2014

quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Deixando ...

DEIXANDO O ANTIGO ENDEREÇO 
Jornal Diário da Manhã
Autor: Kleiton Vasconcellos

O ano de 2014 tem sido de uma rotina ao mesmo tempo melancólica e de esperança para o Sport Club Gaúcho. Se dentro de campo os resultados não vieram na Terceira Divisão, fora dele um novo futuro se desenha. Pois, se hoje (27) está prevista a última retirada de materiais provenientes da demolição total do Estádio Wolmar Salton, já a partir da próxima semana todas as atenções ficarão para as sonhadas obras na Arena Wolmar Salton.

Tudo o que era conhecido do antigo estádio já não existe mais. As arquibancadas, o pavilhão, as piscinas, os vestiários e corredores, tudo foi demolido. E, em época de consciência ambiental, a quase totalidade do que seria um entulho vira material de reconstrução. “O nosso projeto é de reaproveitamento total do estádio para a arena. Essa iniciativa tem o valor sentimental, pois é a nossa história, tem o lado ecológico, onde não jogamos nada fora e também a necessidade econômica, pois é mais viável” explicou o presidente do SC Gaúcho, Gilmar Rosso.

Até aqui, já foram retiradas toneladas de material, como barras de ferro, blocos de concreto, madeira e pedra. “Toda a sobra do antigo pavilhão nos dá um belo material para formarmos a sustentação e base do piso, por exemplo, do nosso novo campo suplementar na Arena” complementa o presidente. Também, o presidente expôs que “não valia a pena vender tudo como ferro velho e depois ter de comprar novo”.

Ainda na lógica da total economia e reaproveitamento, as traves, que viram gols históricos no Estádio, serão as mesmas que escreverão os novos capítulos do Alviverde na Arena. “Elas estão em ótimo estado e digo mais: vamos levar também a grama, para ser replantada no campo suplementar” afirma Rosso.

Quanto à nova Arena, os trabalhos serão intensificados a partir da semana que vem. Por ora, a direção orçou a construção/ serviço de áreas como a terraplenagem (em andamento), drenagem, colocação do gramado e transporte do material (em conclusão). “Tudo orçamos com quatro empresas, onde prezamos pela qualidade e pela parceria, uma vez que serão nossos anunciantes nos espaços publicitários” disse o presidente.

A área onde ficava o Estádio Wolmar Salton foi adquirida pelo Hospital São Vicente de Paulo. O projeto prevê que o terreno abrigue, num futuro próximo, uma nova unidade da instituição. A nova Arena Wolmar Salton está sendo construída em um espaço localizado ao lado do Ginásio Teixeirinha, também no bairro Boqueirão.

Cadeiras
As cadeiras, que resistiram bem à ação do tempo, foram recuperadas. Das pouco mais de mil que compunham o antigo pavilhão, quase 900 – mais exatamente 890 – foram recuperadas, com nova pintura. Elas estão depositadas em uma propriedade particular, a espera do momento de serem colocadas na Arena.

Futebol
Como nem só de Arena vive um clube, Gilmar Rosso não se furta de falar de futebol. “Nossa expectativa é gerar renda tão logo o estádio vá sendo concluído, com a venda de espaços nas placas de publicidade e nas camisas. Também, com a nossa nova casa pronta, poderemos alugar o campo para interessados. Daí é que vamos retirar os recursos para bancar o futebol já em 2015” comenta o presidente.

Foto: Kleiton Vasconcellos / DM

sábado, 16 de agosto de 2014

DIVULGAÇÃO

Um dos principais artilheiros de clubes do Brasil tem sua história contada. Bebeto, o grande goleador do Gaúcho, Caxias, Grêmio e Internacional ficou conhecido como “O Canhão da Serra”, pela força de seus chutes. Ídolo dentro e fora dos gramados, o jogador levou o nome de Passo Fundo a todos os cantos do país. Em 19 anos de carreira como atleta profissional, marcou 395 gols por 11 clubes. Foi duas vezes artilheiro do Campeonato Gaúcho e deixou um exemplo de esportividade.

O livro “Bebeto – O Canhão da Serra” traz todos os números, curiosidades, uma lista de 20 jogos que marcaram a carreira de Bebeto, fotos e as fichas técnicas de todas as partidas que o jogador disputou pelo Campeonato Brasileiro.
Compre agora o seu!
R$ 20
(frete incluso, envio por PAC)

Bebeto – O Canhão da Serra

Editora: Passografic
A
utor: Lucas Scherer

Número de páginas: 160

Acabamento: brochura

Formato: 17 x 24 cm

Peso: 0,32 kg

sexta-feira, 15 de agosto de 2014

Literatura do Futebol

                           SC GAÚCHO - DIVULGAÇÃO 


Escrevo para anunciar o lançamento da segunda edição de "Os Donos da Bola: O Campeonato Citadino de Futebol de Passo Fundo", em formato e-book
 (futebolpassofundo.wordpress.com) e gratuito!

O autor: Lucas Scherer Cardoso  nasceu em Passo Fundo em 1979. É jornalista, roteirista e tradutor. 

Escreveu Bebeto - 
O Canhão da Serra, em 2010; 
Os Donos da Bola: 
O Campeonato Citadino de Futebol de Passo Fundo - 1ª Edição, em 2012; 
Anuário do Futebol Passo-Fundense Nº 1, em 2013; e Anuário do Futebol Passo-Fundense Nº 2, também em 2014

quarta-feira, 13 de agosto de 2014

Obras Arena , Prestação contas ...


Confira a entrevista do  Presidente Gilmar Rosso, link abaixo ,  ao Programa Ordem do Dia, João Altair.
Radio Planalto


http://t.co/ykwxuuQE5j


quinta-feira, 7 de agosto de 2014

EU SOU GAÚCHO DE PASSO FUNDO

MINHA  TERRA   NOSSA TERRA 


PARABÉNS  PASSO FUNDO  157  ANOS 



http://youtu.be/DDaEegfSbBs